08 setembro 2016

Sonhar não custa nada

Meu príncipe encantado não é bonito nem feio. É aquela beleza que só pode ser vista de perto. Têm olhos castanhos, cabelo meio grandinho, bem bagunçado. Nem magro nem gordo. Não tem corpo malhado.Normal.Estatura mediana. Seu "uniforme" é sempre camiseta, jeans e All Star.Adora ler. É apaixonado por música.Suas bandas nacionais favoritas é Los Hermanos e Legião Urbana. Mas também curte uns rocks internacionais,como The Beatles,Oasis,Silverchair...

É apaixonado por animais. É dono de gatos e cachorros. Até gosta de futebol, mas nada fora do normal.Prefere computadores e vídeo games.Para minha infelicidade, não curte exercícios físicos, o que é uma pena, já que jamais irá me acompanhar na academia. Para meu azar, também gosta de uma cerva ( eca) e de vinho ( eca, eca).Não dispensa uma praia (socorro), o que vai me tirar do sério inúmeras vezes por conta da insistência de querer me levar.Ah sim, bem teimoso. Muito implicante. Odeia fofocas e sempre irá puxar minha orelha dizendo que eu falo demais.Tem aquela pinta de perfeitinho, que aos meus olhos vai ser visto como chato,careta,mas que não vou resistir. Porque ele é sensível, inteligente, engraçado e atencioso.Não é egocêntrico,fútil ,nem metido a ser "o" melhor.Sabe conversar sem impor suas ideias. É amigo, ama a família mais que tudo, e tem como lealdade sua maior virtude.Sabe respeitar o próximo.

É simplesmente encantador...

Ao som de : Tonight - Sixpence None The Richer

28 agosto 2016

Mais um pra conta

Sim, eu definitivamente tenho 13 anos 13+13,abafa e não me canso de responder estes questionários.Talvez nunca me canse.Não que alguém se interesse para saber minhas respostas,mas confesso gostar de ler tempos depois, só para ver se minhas opiniões mudaram ou continuam as mesmas.

1. Você gosta de coentro ou acha que tem gosto de sabonete?
No peixe é casamente perfeito.Quando vejo na carne,dá até briga.
2. O que você acha de áudios do WhatsApp?
Maravilha para aquele momento em que bate a preguiça e eu quero falar um montão.
3. Você também comia o chocolate da Turma da Mônica pelas bordinhas?
Acho que nunca comi este chocolate.
4. Qual é a melhor consoante do alfabeto?
N.
5. Qual é a primeira rede social que você vê de manhã?
Facebook.
6. Você acha que existe alguma bala melhor que 7 Belo?
Qualquer bala é melhor que esta.A da Garoto por exemplo, é muito viciante.
7. Que cor você acha menos confiável?
Vermelho.
8. Qual foi o último filme que você viu e odiou?
Divertidamente,da Disney.A ideia parecia boa, mas como a finalidade é entreter crianças, acabou perdendo a graça. Achei chato.
9. Qual animal parece mais simpático, um pato ou um golfinho?
Golfinho.
10. Toddy ou Nescau?
Nescau forever.
11. Você acha que bebês conversam uns com os outros?
Sim.
12. Sabia que todo mundo é feito de poeira de estrelas?
Hã?
13. Ouro Branco ou Sonho de Valsa?
Ouro Branco.
14. Qual era seu desenho favorito na infância?
Sakura Card Captors ♥.
15. Que série você jamais reveria?
Prison Break.Amo, mas é apreensivo demais.
16. Qual personagem do Harry Potter você menos gosta?
São tantos...A Gina é uma mala.
17. Qual é sua opinião sobre barrinhas de cereal?
Como quando estou com crise de consciência por comer muito biscoito recheado ou pães de queijo,e quero comer algo menos calórico.
18. Com quem você dividiria um Bis?
Minha mãe.
19. O que você faria se achasse R$ 50 na rua?
Possivelmente torraria em chocolates.
20. Quanto tempo uma comida precisa estar na geladeira para você considerar ela velha?
Três dias.
21. Qual é seu número preferido?
19.
22. Qual é o aplicativo mais inútil do seu celular?
Tantos...Jogos nunca foi usado.
23. Quem você tiraria do elenco de “Friends” se fosse obrigado?
Nunca parei para assistir esta série,acredita?
24. Você é contra ou a favor de comer macarrão com arroz?
Contra. Macarrão só com queijo parmesão ralado.
25. Qual foi a última vez que você precisou usar a Fórmula de Bhaskara?
Muitos anos...
26. Você acha que dá para morrer de overdose de rúcula?
Oi? não como verduras.
27. Quanto tempo você levou para entender como funciona o Snapchat?
Tempo nenhum, porque sequer me interessei por isso.E até o presente momento,continuo não me interessando.
28. Qual é sua opção favorita no restaurante por quilo?
Não frequento restaurantes à quilo.Sempre que tenho que comer na rua, como besteiras.
29. Você gosta de “Sorry” do Justin Bieber?
Odeio.Aquele "uuuuuh, uuuuuuh",gruda igual chiclete.
30. Você prefere passar muito frio ou muito calor?
Muito frio.Aliás,nunca irão me ver reclamando do frio.
31. Você está dormindo e sobe uma barata na sua cara. Você prefere continuar dormindo e nunca saber ou acordar e fazer alguma coisa?
Prefiro gritar com as gatas para pegá-la e com o escândalo, acordar todos da casa.

É isso.Perguntinhas copiadas daqui.

Ao som de : I Had a Dream - Kelly Clarkson

20 abril 2016

Planos

Tô aqui pensando quando foi que fiz planos e eles deram certo.Sério,para estas férias,eu tinha todo um cronograma na cabeça do que queria fazer.Pensei em sair, pensei em fazer algumas comprinhas e terminar esta novela de aprender à nadar.Ano passado não consegui, então disse pra mim mesma que agora era hora.Bastou em dizer isto em voz alta, que deu TUDO errado.Graças à Deus existem livros em PDF,filmes online e Spotify.Foi o que me salvou do tédio.

Mudando de assunto, será que o modo como as pessoas vêem a política,dizem à respeito sobre elas mesmas? Eu vejo pessoas ótimas,inclusive meu pai, defendendo Jair Bolsonaro, vejo gente dizendo que a ditadura precisa voltar...estas asneiras que meu Deus, não é possível que alguém com o mínimo de discernimento pense isto. É incompreensível.


Ao som de :Heartbeat - The Fray



19 abril 2016

O mais do mesmo

Se tem algo que me deixa indignada é a pressão da sociedade sobre nossas vidas.Você precisa casar e ter filhos.Você precisa ser bem sucedido antes dos 30.Você precisa ter uma carreira brilhante antes dos 40.Precisa, precisa,precisa...acho que precisamos mesmo é de água,comida e oxigênio.O resto é consequência.Agora tente explicar isto aos meus pais.

Um dia desses eu estava conversando amenidades com minha mãe, quando o assunto foi alcançando um nível totalmente fora do contexto e fui pega totalmente despreparada pela maneira como ela me enxergava.Me disse com todas as letras, que "eu até hoje nunca namorei, porque  tenho medo, algo que ela não sabe explicar,parece ser vergonha ou que sou assexuada".Fiquei pasma.Logo a pessoa que me pôs no mundo, que convive diariamente comigo,me ver desta forma,me decepcionou a tal ponto de não querer falar com ela o dia inteiro.

Só que analisando a situação mais friamente, eu percebo que ela não é tão culpada assim.A geração dela não consegue aceitar que pessoas podem ser sim felizes sozinhas.Mulheres só são completas se tiverem um homem ao seu lado.Foi desta maneira que foi criada.Por mais que eu explique que namorados não caem do céu, que não sou assexuada, que não sou lésbica ( coisa que ela descartou rapidamente rsrsrs), que não sofro de nenhum trauma, que  não quero ficar com qualquer pessoa,ela e nem ninguém entende. É sempre a mesma frase " mas Fernanda, tá na idade já de arrumar um namorado".Se antes eu morria de rir com os filmes " O Diário de Bridget Jones", hoje já não consigo mais achar graça, justamente por me sentir a própria, com a triste desvantagem de não ter um Mark Darcy na minha vida ( se bem, né, que o Daniel tem muito mais a ver comigo do ele, tenho que confessar).

É graças à esta pressão é que vejo uns cidadãos se lascando por aí.Gente que vive uma relação infeliz, com medo de estar só.Porque não fica bem.Mas isso todo mundo está cansado de saber.O bizarro é que elas mesmas não enxergam.Não sabem que estão em uma, ou não querem admitir em voz alta pra àquilo não vir à ser (mais) real.

Fico me perguntando até quando as pessoas ainda vão ficar com este pensamento pequeno.Já é 2016.Até quando vão ficar se incomodando com a vida alheia ? É sério mesmo que não existe evolução? Já está ficando chato.

Ao som de : Me And Mrs.Jones - Michael Bublé

10 abril 2016

Falando minha língua

Ok,esse blog não serve só para reclamações.Serve também para eu falar de músicas,livros e seriados, coisas que ninguém no meu círculo social gosta de discutir.Porque sim.As pessoas preferem assistir " Encrenca", dormir e acordar no whatssap,e também postar mil fotos felizes no Facebook.E é claro,ouvir FM O Dia.É,pois é.

Quem mora em outro estado, talvez desconheça as diferenças culturais aqui do Rio.Acredito sim, que em outros estados também possam existir,mas aqui é demais.Parece dois mundos diferentes.Quando eu morava na Zona Norte, 50% ouvia funk e pagode, e os outros 50% ouvia de tudo.Mesmo não gostando de Rock por exemplo, quando se ouvia "Pearl Jam", as pessoas sempre tinham alguma opinião,mas sabia que aquilo ali era uma banda.Livros a mesma coisa.Não era todo mundo que gostava de ler, mas ainda se obtia alguma resposta.Venha para a Baixada Fluminense para ver se isso acontece.Ainda te olham com uma cara esquisita te fazendo se sentir uma E.T.Aí provavelmente vai aparecer alguém dizendo que isso é um  problema político, que é desfavorecida e tal...na boa, me poupe! Eu não quero saber.Não me interessa.Hoje, neste exato momento, só quero alguém que fale minha língua.Não precisa concordar, apenas discutir.

Imagine que houve uma remota época, que eu falava para umas amigas que queria um namorado roqueiro,cabeludo e que fosse comigo à shows e curtisse junto comigo.Que comentasse " nossa, você viu aquele solo? Fodaaaa!!!". Depois que vim pra cá, nem sonho mais com isso.Aqui só existe Jorge e Matheus.Wesley Safadão.Imaginasamba.Tanamente ( acho que é tudo junto.Me resuso a googlar).Anitta.Coisas desse tipo.Não é questão de preconceito.Gosto é algo pessoal.Mas é muito triste não ter ninguém pra conversar sobre o lançamento daquele disco em especial, sobre aquele filme genial,aquele livro chato.Aqui cruel.

Então deixando de lado esta realidade de outro mundo, vamos de resenhas:

Não consigo parar de ouvir o Anti , da Rihanna.



Apesar de eu achar os clipes apelativos demais, as canções são realmente legais. Sou chatinha, nunca consigo gostar de mais de 3 músicas em um mesmo álbum.Pra vocês verem , o último foi "21" da Adele. Tem tempo, né? Este é muito legal.O vocal, tá diferente dos demais álbuns.Está mais limpo. Rihanna é uma cantora e tanto.Não consigo parar de escutar. Me ajudem!

Livros,bem,este ano só li um só.O " A Estrela Mais Brilhante do Céu",da Marian Keys.


Sou fã assumida da autora,não tenho nenhuma vergonha de assumir que adoro um romancezinho, bem mulherzinha mesmo.Amo a forma como escreve, sempre divertida e leve,mas mais ainda, de sempre embutir algum tema sério por trás da história.Este livro em questão já estava há algum tempo na lista de espera, mas depois que li uma resenha em um blog, fiquei curiosa.Enfim, achei a trama em si, meio clichê.Existe uma "coisa" que rodeia os vários personagens ( são muitos,mas você não se perde),que moram em um prédio.O tema sério neste, é bem chocante.Mesmo a leveza da escrita dela, não deixou de me chocar,justamente por ser um assunto difícil. Como livro também é algo pessoal, não existe jeito de saber se é bom,sem ler.Depois da leitura,fui atrás de mais resenhas.A opinião do povo é bem dividida.Muitos gostaram, outros tiveram a mesma sensação de decepção. Espero que os próximos dela, seja mais legal.

E por fim, filmes.Sabe, ando em uma maré de azar, que nem Freud explica.Faz tempo que nenhum filme me surpreende.Estes dias, minha mãe estava vendo o " Um Amigo Inesperado".



Eu geralmente não gosto de assistir filmes que contenham cachorros,porque é impressionante, eles sempre morrem :( Mas como estava fazendo minhas unhas na sala, não tive como escapar.Já começo soltando spoiler, o cão não morre :D Quanto à história, é bem emocionante mesmo. É sobre um casal que sofre com o autismo do filho.Mas o que me chamou atenção nele, foi a constatação que eu sempre tive na vida em geral : só aparece gente pra terminar de te jogar no fundo do poço, pra destruir mesmo. É interessante como é mostrado nele.Já não basta os problemas que nós temos.Ainda temos que lidar com gente pessimista e mau caráter.No mais, é um filme leve.Dá pra terminar de assistir sem querer chorar ou morrer.Recomendo.

É isso.Estava morrendo de saudades de escrever aqui.Acho que vou fazer com mais frequência.

Ao som de : Fire Meet Gasoline - Sia

05 abril 2016

trabalho

É oficial: este blog virou o meu lugar favorito no mundo, onde posso reclamar à vontade.Porque  como já disse em algum post anterior, conversar pessoalmente exige muita energia,sabe, de ouvir o que não quer ou de assistir o ouvinte fazendo cara de que não está gostando de escutar Não quero opiniões.Não quero soluções.Quero apenas desabafar.

Pois então,odeio meu trabalho.De verdade.Não existe prazer nenhum em sair de casa para trabalhar.A minha função é péssima, o que eu ganho é ridículo, não há benefícios , não há oportunidades de crescimento e o mais agoniante,odeio as pessoas que trabalham comigo.Ainda existe uma só pessoa lá que não chego a odiar, mas ela alcançou um nível, que já não dá para confiar completamente.

Completei 3 anos lá.Eu sei que o país está em crise,milhares de pessoas estão sendo mandadas embora diariamente,mas o fato é que parece que estou adoecendo por conta deste emprego.Trabalho no comércio,então logo se entende que não tenho tempo para mais nada.Nada mesmo.Queria poder estudar,fazer algum curso,mas pego de manhã e só saio à noite, e quando digo à noite, digo horário impossível de assistir alguma aula. É terrível.Eu sou uma pessoa que necessito estudar, aprender coisas novas.Esse negócio de casar, ter filhos nunca esteve diretamente nos meus sonhos.Mas ter um curso superior,sempre foi minha meta.E isso infelizmente,mexe diretamente na minha autoestima.Apesar da maioria das pessoas dizerem que sou inteligente,me sinto a pessoa mais burra deste mundo.Sério.Leio vários blogs, vejo alguns vídeos de pessoas realmente inteligentes e nossa, quanta inveja eu sinto...Às vezes olho para minha vida e não há como não comparar à de colegas de infância.Como eu estou atrasada...E sempre me pergunto aonde exatamente eu errei para chegar a este ponto. Parece um pesadelo.

Já pensei várias vezes em pedir as contas,mas o que me impede, é ficar à deriva, sem dinheiro e sem nenhuma perspectiva.Espalhar currículo parece ser uma opção, mas quem em dias de crise, anda contratando?

Está complicado...aguardemos a próxima reclamação.






06 março 2016

Beleza que põe mesa

Olha,que semana pesada foi essa ,meu Deus...

Eu sempre fui uma pessoa com autoestima baixa.Muito mesmo.De chegar ao ponto me sentir invisível quando uma pessoa muito bonita fica ao meu lado.A parte irônica da história, é que a maioria das minhas amizades são sempre muito lindas.E quem alguma vez já sentiu ou passou por esta situação, também já deve ter vivido a desgraça de ser rejeitado por causa de uma dessas beldades.Em 2007 , eu me apaixonei e vi meu amado nos braços de uma "amiga", que nada tinha a ver com ele,pelo simples fato de ser uma linda garota.Que sensação ruim...Ali eu vi cair por terra o ditado "beleza não põe mesa".Põe ,sim.Ninguém quer saber se você fala a mesma língua ,se gosta das mesmas coisas, se tem caráter...nada disso.Basta ser gostosa, e pronto, game over.O tempo foi passando e eu fui evitando de me apaixonar e de me colocar tão para baixo.

Só que esta semana, descobri que uma menina escrota lá do trabalho andou falando horrores ao meu respeito.Ela usou as seguintes palavras " Fernanda é uma pessoa muito infeliz.Vive para o trabalho, porque não sai de casa. É encalhada,e vai continuar assim porque é feia".Eu quando soube fiquei com muita raiva, ri para não transparecer o golpe,mas o fato é que fiquei de verdade muito magoada.Não com a parte do "infeliz", do "viver para o trabalho", porque isso aí é mentira,mas com o simples fato de que as pessoas me acham feia e que é exatamente por isto que vou continuar solteira.

Às vezes eu me pergunto se não sou uma pessoa doente, se romantizo demais as coisas.Penso que se for arrumar um namorado, que ele se sinta atraído pelas minhas qualidades, pelo meu senso de humor, pelo meu jeito e não pela minha forma física.E que ele tome a iniciativa.Eu não consigo ser dessas que dá em cima de homem,de olhar, de jogar o cabelo, andar rebolando ou usar roupas provocantes para chamar atenção.Eu não sei explicar direito, mas queria que se interessassem por mim, da mesma maneira que me interesso por eles, pela forma que enxergam a vida.

Aí ainda nesma mesma semana, percebi que um menino de uma loja perto do meu trabalho passou me olhando.Fiquei curiosa.Eu não sabia o nome dele ,mas lembrei de uma colega que tinha um conhecido que já trabalhou lá, e bem, quem é Stalker sabe que isso aí é uma mão na roda para descobrir as coisas.Imaginem que quando eu entrei no facebook do conhecido dessa colega , achei mais interessante do que o primeiro rapaz...Trabalhador, ama animais e adora postar fotos com a família e amigos.Fiz o que nunca faço, que é dar o primeiro passo.Adicionei.Quem disse que ele me aceitou ?Pois horas depois, descobri que o rapazinho é afim de uma outra colega minha que além de ser casada e ser mãe,não tem nada a ver com ele.Ah sim, esqueci de dizer que é muito bonita.

Sabe, me sinto culpada por ser tão fútil ,em ficar remoendo por algo tão pequeno.Tem gente aí com problemas tão maiores... Mas neste momento estou me sentindo tão pra baixo,tão chateada.Com a opinião da imbecil lá do trabalho,com a rejeição do menino,com o mundo...

Vai passar.Uma hora passa.