16 janeiro 2022

Daquilo que ninguém pode saber...

 Daí que conversamos ontem.Como sempre, eu desobedeci a psicóloga e não te bloqueei e nem te excluí.Pior: puxei assunto.Vi você online e pensei " é só um meme de cachorro".Minhas amigas me matariam se soubessem disso, mas elas não precisam saber.

Você como sempre, foi um cara super educado.Riu, me perguntou como eu estava.Me disse também que estava insatisfeito com a vida.Que não conseguia arrumar emprego, que não sentia mais nada de amor por ninguém.Achei isso tão triste...Quer dizer, pode ser que seja mentira sua, papinho furado, mas eu sou trouxa, prefiro acreditar.

A verdade, é que essa porta está mais do que trancada.Você a trancou.A sua falta de interesse em mim, impossibilitou qualquer tentativa de romance.De compromisso, de lealdade, de amor...Segue me ignorando, quando digo que faria você feliz, que sou apaixonada por você.Segue fazendo vista grossa, quando digo que estou mal por não nos falarmos mais.Sua resposta é " não sou apegado".Pena, viu? Porque daqui a pouco terei um encontro com um rapaz que aparentemente quer algo sério.Se eu ver que é realmente verdade, talvez o que eu sinta de mais lindo por você, acabe.E é triste.

Eu faria tudo por você.Eu mudaria de estado, de país se você quisesse recomeçar do zero ao meu lado.Eu adicionaria seu sobrenome ao meu, mesmo achando que a combinação deles soaria cafona, já que somos pobres com sobrenomes estrangeiros.Eu teria quantos filhos você quisesse, desde que você fosse um paizão.Nada me faria mais feliz do que dormir e acordar ao seu lado.Olhar seus olhos lindos, todos os dias.E você nem pensa em mim...Lembrou de mim outro dia, por causa de um seriado.Um seriado do qual passei meses te convencendo a assistir, e você não quis.Assiste hoje, talvez por recomendação de alguém.Alguém esse, que talvez não te ame como eu.Alguém que até possa te amar e ser correspondida, mas jamais seria eu.Eu garanto todas essas coisas, já esse alguém...

Minhas amigas e psicóloga me esganariam também, se soubessem que eu te mandei agora à tarde, uma proposta de passar seu aniversário à beira da praia, em um desses quiosques.Sugeri que passássemos a noite inteira, até ver o sol nascer.E pela milésima vez, você me pôs para escanteio.O que é preciso fazer para eu entender que você não me quer, nem hoje e nem nunca? Por que você não me ama? Por que eu não consigo ser essas mulheres fortes e decididas que sofrem caladas, mas não se rebaixam a tipos de homens como você?   

Perguntas que jamais serão respondidas...

06 dezembro 2021

A tal da tristeza profunda

 Os dias tem sido tão difíceis...desde o último post, eu não consegui ficar bem, nem por um dia.Saber que fui descartada como um objeto, me corta a alma.Saber que nesse momento, o interesse, a euforia, o desejo dele, é por outra, me destrói por dentro.

Eu tenho me apegado muito à Deus e tenho ido à terapia regularmente, mas não tenho conseguido dar conta das sensações ruins.Acordo várias vezes à noite e me lembro dele.Acordo com o coração acelerado na maioria das vezes.Chego a passar mal, mesmo.Durante o dia, me lembro dos momentos em que estivemos juntos.Da minha euforia ao encontrá-lo, dos beijos, da química que só existiu para mim,das conversas interessantes...O curioso é que sou sempre assaltada por lembranças boas, as ruins o cerébro insiste em deixar guardado.A sensação de vazio quando eu voltava para casa, é muito difícil de eu lembrar e de realizar na minha cabeça, por exemplo.

Outra coisa que me dói, foram os últimos dias de contato com ele.Só puxava assunto comigo tarde da noite, perto da hora de dormir, para não render assunto mesmo ( e estando online há horas).As ironias quando eu perguntava sobre o dia dele,  saber que enquanto ele estava conversando/ficando comigo, ele já estava conhecendo essa menina.Eu sou incapaz de julgá-la.Eu já estive nesse papel um dia.O único sentimento que sinto por ela é inveja.Ele sabe fazer uma garota se sentir especial, viva.A foto dos dois mostrava bem isso, dava para perceber .Fora que finais de semana ele não tem ficado mais online durante o dia.Devem estar fazendo passeios maravilhosos juntos.Nada a ver com somente motéis, como fazia comigo.

Eu só quero saber quando isso minhas lágrimas vão realmente secar...

21 novembro 2021

Razões pelas quais ele jamais daria um bom namorado para mim

Primeiro motivo: Não gosta de mim.Nunca disse que sentia minha falta, nunca demonstrou euforia em me ver, nunca me fez me sentir especial.Nenhum elogio, nenhuma pergunta sobre minha vida, um desinteresse genuíno.
Segundo motivo:Só queria sexo.Bom, isso ele nunca escondeu.Mas podia pelo menos ser mais gentil, disfarçar mais.Me tratava feito um pedaço de carne.Era frio, nada carinhoso.Terminava o que ele tinha que fazer, virava e dormia.Não tinha abraço, cafuné, nada.Frio, frio...
Terceiro motivo: me passava desconfiança.Nunca confiei nele.Por isso minhas crises de ciúmes, por isso minha insegurança, que no fim das contas o irritou e fez com que ele se enchesse de mim.Muita amiguinha, muita curtida em foto de bunda, todos os dias seguindo gente nova ( mulheres).
Quarto motivo: estilo de vida diferente do meu.Ele gosta de viajar.Tem tempo e dinheiro para isso.Duas coisas que não possuo.Tem uma casa linda.Seus amigos são todos formados, com condições financeiras diferentes da minha.Eu jamais conseguiria me adequar, sendo pobre, tendo uma casa horrível, tendo somente o ensino médio completo.
Quinto motivo: frieza.Já fiz diversas declarações de amor para ele.Nunca correspondeu a nenhuma delas.Não que fosse obrigação dele, mas nunca se comoveu, nunca mostrou gostar de recebê-las.
Sexto motivo: me escondeu de tudo e todos.Nunca quis sair ao ar livre comigo e nem em lugares públicos.Nunca quis tirar uma foto

Por quê fiz questão de escrever todos eles? para me lembrar todos os dias.

O tal do luto

 Bem, desde que o cidadão pôs fim no que foi um relacionamento para mim e não para ele, eu me vejo às voltas com o desequilíbrio emocional.Choro em todos os lugares.Choro tanto, que me dá até dor de cabeça.

Fui  a psicóloga para entender o que está acontecendo comigo, e também na esperança dela me encaminhar para um psiquiatra ,para me receitar algum calmante para controlar esta choradeira.Em vão.Ela me disse que é perfeitamente normal chorar.Aliás me disse tantas coisas difíceis que fica difícil assimilar tudo.

Me disse que preciso bloqueá-lo das redes sociais e do Whatssap.Expliquei que não era para tanto, mas ela foi enfática " vc precisa sangrar tudo de uma vez".Resolvi ignorar essa dica e sabe qual foi o meu castigo neste mesmo dia,horas depois? Ver uma foto em que o cidadão estava muito bem acompanhado de outra.Sim, minhas desconfianças estavam certas.Até mesmo com a pessoa que eu desconfiava.Ele já está conhecendo outra.A historinha que ele me contou sobre não querer ninguém,sobre não querer compromisso sério, blablabá, era tudo mentira.Ele não queria era comigo.Na foto, estavam em um restaurante comemorando o aniversário dela,abraçados como um casal.Aquilo foi um golpe tão forte, tão brutal, que cheguei a ter meu coração acelerado e um pouco de falta de ar.Em menos de 1 mês em que ele me dispensou, ele já arrumou outra pessoa.

Lembrei do meu aniversário em que ele não fez a menor questão de me ver.Lembrei que nós dois não tínhamos uma foto juntos.Lembrei que nós dois ouvíamos a mesma playlist do Spotify sincronizada, e agora ele escuta com ela.Aliás, foi assim que eu descobri que essa menina estava na jogada.Em um belo domingo, eu olhei o perfil dele , e lá estava uma nova seguidora ( só eu e o amigo dele que seguíamos), e ele também a seguia.Ele está fazendo as mesmas coisas que fazia comigo.Talvez melhoradas,pois com ela realmente haja intenção de relacionamento.

Como dói.E sabe o que mais incomoda? o fato de saber que a culpa disso tudo foi minha.Desde o princípio ele me dizia que não queria compromisso comigo.Nunca mentiu, nunca fez questão de esconder.Até mesmo as atitudes,mostravam isso.Ignorei e achei que com o tempo ele fosse mudar, conforme ia me conhecendo.Não aconteceu.Fica agora aquele sentimento de " por quê não eu?" que ecoa nos meus pensamentos.Me sinto feia, desinteressante,chata, ciumenta demais, desvalorizada.Ele me viu como um nada.

Agora é viver o tal do luto.Realizar que ele é uma pessoa morta,alguém que nunca mais irei ver, nem falar.E não, não bloquei e nem excluí das minha redes sociais.Antes de cortar a amizade com ele, mandei um textão dizendo que era melhor darmos um tempo.Porque até mesmo depois do término, nós dois ainda mandávamos " bom dia!", a noite eu puxava assunto com ele, ou ele comigo.Disse à ele que não fazia mais sentido esse hábito, já que ele já tinha seguido a vida dele e já estava até conhecendo gente nova.Pedi desculpas por jogar nele meu desejo de ter uma pessoa ao meu lado e pelos ataques de ciúmes e cobranças.Escrevi também que ele era uma pessoa muito importante, e que jamais o esqueceria.E que, se ele um dia quisesse alguém para conversar ou sair como amigos , eu estaria aqui, mas que no momento eu precisava mesmo sair de cena.Ele agradeceu, pediu desculpas e disse que eu fui e sempre serei importante para ele e que eu também jamais serei esquecida.Não acreditei em uma só palavra, mas ok.Eu sou essa pessoa, que gosta de dar explicações e também de receber.

Não sei como vai ser daqui para frente, mas tenho que seguir.

07 novembro 2021

Todo carnaval tem seu fim

 Bom, a história finalmente acabou.E acabou porque ele pôs fim.

Tudo começou após a viagem.Durante a mesma, um dia antes dele voltar ,o mesmo postou vários stories e não respondeu minhas mensagens.Achei descaso, achei falta de educação, e desprovida de amor próprio, perguntei o que houve para ele não estar me respondendo.E foi mega seco e apenas disse que estava em um teatro e que depois falaria comigo.Só me respondeu no dia seguinte, com um textão mega ríspido, dizendo que ele não viajou para estar conversando por whatssap e que nem sempre me responderia na hora que eu mandasse mensagem.Chiou também, porque uns dias antes brinquei " cadê tá ficando com alguma paulista por aí?".Não gostou.Me expliquei, pedi desculpas mesmo sabendo que não tinha feito nada demais, e deixei rolar.

Acontece que depois disso, ele nunca mais falou nada sobre ficar comigo.Eu falava, ele desconversava.Chamei pra sair um dia, furou.Disse que não estava bem para sair, que estava com crise de depressão.Chamei no dia seguinte, primeiro inventou que a madrinha iria aparecer, depois que perguntei se não poderíamos ir à noite, foi até grosso em dizer " não vou sair porque não quero sair de casa".Ok.Na outra semana, chamei de novo e novamente ele deu a desculpa que até tinha um aniversário para ir, mas que a avó tinha acabado de fazer uma cirurgia na vista e que ele estava ajudando a mãe a cuidar dela.Sumiu! Com certeza foi a festa.Inventou no dia seguinte que teve um problema com o celular e por isso não ficou online em momento nenhum.Quando foi no feriado, sim, eu fiz mais um convite e ele recusou novamente.Deu mais uma desculpa que estava ocupado ajudando ao pai em uma obra no terraço de casa, blábláblá, e que não poderia ir.

Aquilo causou uma mágoa tão grande, que perguntei a real.Se fosse qualquer pessoa, nem perguntaria, mas eu gosto de saber os porquês.Ele disse que não estava no momento de ficar,que não estava querendo sair e precisava de um tempo para resolver pendências e que queria ficar na dele.Assim, eu acreditei, sabe? Realmente achei que estava passando da conta, e pensei se ele realmente não estava bem com ele mesmo.Chegou até comentar que dia 9 iria na psicóloga.Pois quando foi sexta, o lindão postou uma foto em um lugar onde dava pra ver o Corcovado e a Bahia de Guanabara,às 17:00 horas.Às 20:00 ficou online e depois não ficou mais.Comentei a foto, perguntei se estava tudo bem, e o mesmo me respondeu no dia seguinte.Ficou claro para mim, que ele não estava sozinho.Tanto que no dia seguinte, ele disse " tudo bem! só tirei folga do celular", e quando perguntei " tirou folga com quem, hein? e aonde?" ele se limitou em dizer " com várias mulheres".Sim, lá estava ele de saco cheio e agora até irônico.

Foi aí que resolvi me abrir completamente, tipo "vai ou racha".Falei dos meus sentimentos, que eu o amava, falei que não estava satisfeita com as respostas irônicas dele, e que gostaria de saber se realmente ele não queria mais ficar comigo e como foi que isso aconteceu, o porquê.E dessa vez ele disse a verdade.

Falou que percebeu que eu estava mais envolvida que ele, que ele não queria compromisso, que gostaria de conhecer coisas novas e que não queria ter a preocupação de estar errando ou não com alguém.Alegou que tive ações que não condiziam como ficante, e quando quis saber que ações eram essas, ele disse " ciúmes demais,rs".

Essa história no fim das contas, me mostrou inúmeras coisas a meu respeito e ao dele, mas a principal de todas, é que quando vc ama alguém e esse alguém não te corresponde,tudo o que você faz é demais.Tudo o que o outro faz, é de menos.A pessoa postar stories na cama com a legenda de " boa noite!", não é nada demais pra aquele que não ama.Para o apaixonado, é uma isca para interação com mulheres .Aquele que não ama, viajar com uma ex ficante por 4 dias, não é nada.Para a pessoa apaixonada, é falta de respeito, consideração, tudo o que machuca.Então não há o que ser discutido.Não há saída senão o término.E dou graças a Deus que tenha sido ele, porque por mais que tudo isso me machucasse, eu não seria capaz de pôr fim.

Eu só sei que estou sofrendo.Mesmo sabendo que ele não presta, que só quer pegação, que só me usou mesmo, que passou uma imagem e se mostrou outra pessoa, meu coração não entende.Choro de dia, choro a noite, no banho, na rua, no trabalho, mal consigo falar o nome dele.

Vejo vídeos de auto ajuda, e a maioria deles diz que tudo nessa vida existe uma razão, um porquê, e eu não consigo entender.Ele passou na minha só para me ensinar a transar? Só pra me ensinar a sofrer, me mostrar o quanto sou descartável? Passou para me mostrar o quanto sou frágil quando o assunto é amor? Não aceito, e digo mais: se eu pudesse voltar atrás, eu teria voltado.Eu esperaria perder minha virgindade com alguém sério, e que me desse valor.Não teria perdido minha sáude mental com alguém tão frio como ele, tão egoísta.Seis meses, se falando todos os dias.Seis meses ficando e a pessoa não sentiu nada! Nada mesmo.Sei nem o que dizer...

Bora catar esses cacos.

10 outubro 2021

Pedido de socorro

 Defitivamente eu preciso de ajuda psicológica.Porque o meu estado não é normal.

Sexta-feira retrasada, ele me disse assim:

-Garotinha, tenho duas notícias para você.A primeira é que meu cartão virou e se você quiser uma aventura amanhã, podemos ir.A segunda, é que irei passar o feriado em SP com uma amiga, e não, não há a menor possibilidade de ficar com ela, caso esteja pensando nisso.

Como uma pessoa totalmente desprovida de amor próprio, eu saí com ele no dia seguinte para transar, mas quis saber quem era essa amiga.Eu imaginei ser outra pessoa,embora a mesma já tivesse comentado novamente em outra foto recente ( o que eu achei provocação, visto a conversa que tive com ela).Quando estava conversando com ele lá no motel, pedi que me mostrasse a foto da parceira de viagem.Na hora ele negou.Negou uma., negou duas, na terceira eu fechei a cara.Disse que iria dormir.Foi aí que ele mostrou e foi aí também, que meu chão se abriu.Era ela! 

Eu leio e vejo muitos vídeos sobre psicologia.Existem algumas teorias, de que repetimos alguns padrões de relacionamentos, porque na infância,ficamos marcados por alguma coisa em comum com eles.Minha repetição é me apaixonar por pessoas que não sentem nada por mim.E a pergunta que me faço é, quando isso começou? Pois sempre fui amada por meus pais,tive uma infância muito tranquila.

Nessas de tentar achar respostas,procurei ajuda também na fé.Tudo o que leio só diz uma coisa " Vai passar, Deus tem um plano maior na sua vida.Confie e deixe que ele trabalhe na sua vitória! Já venceu!" ou " Deus tem um propósito na sua vida".E o que deveria me deixar esperançosa, na real, faz com que eu duvide da minha própria fé.Porque nunca na vida, estive tão preparada para um relacionamento.A vida me deu um gostinho de viver isso, e tirou completamente, até o gosto de viver.

E claro, nesse meio tempo, tudo veio como uma avalanche: um sangramento que não sessa a 3 semanas, a solidão de estar sozinha em casa diariamente, e o emprego merda que não consigo me livrar.Tudo junto, tudo pesado.O saldo não poderia ser outro:Perda de peso, insônia, e muito ,muito choro.

Me sinto descartável.Me sinto suja, me sinto uma prostituta, me sinto desprezível.Nunca fui de me arrepender de nada nessa vida.Pela primeira vez,me sinto arrependida de ter perdido minha virgindade com ele.Esperei 30 anos para isso.Não por religião, não por castidade, por nada.Só queria que fosse com alguém especial.Alguém que valorizasse o momento e a pessoa que eu sou.Passei a vida fugindo de Tinders da vida, porque eu sempre soube que ali, só havia homens dispostos a ter só sexo, e isso nunca me interessou.Meu sonho sempre foi ter minha familia.Quando eu o conheci, eu me apaixonei porque ele me passou a ideia de que ele também queria isso, apesar de nunca ter dito isso diretamente para mim.Me dizia que eu não deveria desacreditar no amor, me mandava vídeos e fotos de bebês...Dizia que queria ser pai...Ele foi me encantando.Não fui louca de ter me entregado à alguém do nada.Devagar ele foi me conquistando.E eu me arrependo amargamente de ter acreditado nele.Ele só quis me usar.Nunca sugeriu sair comigo nem para o podrão da esquina.Só motel.Sai com amigos para pontos turísticos, viaja ( apesar de estar desempregado) e comigo é sempre motel.Onde ninguém me vê, ninguém sabe.A ficha nunca caiu tão pesada como agora.Eu topava porque eu o amava.Me contentei com pouco.Mas para ele, eu fui objeto.Tá doendo de uma maneira que jamais tinha doído.

E quando digo que preciso de ajuda, eu digo com certeza.Sai com ele no sábado, domingo ele mal falou comigo porque fez churrasco com os amigos e não me convidou, segunda não dormi direito e na terça eu o confrontei.Disse que aquilo estava demais, ele indo viajar sozinho com essa amiga, que no meu coração, tinha intenção nele, e que para mim, não estava mais dando para ficar com ele.O mesmo foi frio novamente, dizendo que eu tinha que trabalhar a minha mente, pois ele já estava fechado para as questões do coração.Chorei horrores, passei super mal de crises mesmo, e na sexta voltei atrás, quando ele me mandou mensagem dizendo que " o ficante da amiga, a deixou na rodoviária, que eles não tinham nada a ver e eu fiquei falando a toa".Disse a ele que podíamos continuar ficando.Veja que absurdo! Nem minhas amigas sabem disso.As mesmas que ficaram preocupadíssimas ao me ver aos prantos no trabalho.E tem um outro detalhe também: ele manda coisas da viagem, mas não pergunta nada de mim.Manda fotos, vídeos, mas mais responde do que conversa.Sério, o cara me despreza, e eu sou uma pessoa doente por ainda puxar assunto e fazer questão de alguma mensagem dele.

Eu quero colocar na minha cabeça que o primeiro passo eu já dei, que é o de reconhecer que não estou bem das minhas faculdades mentais.Criei uma dependência emocional, que até me assusta, pois penso que se ele fosse um agressor, era possível que neste exato momento, eu estaria apanhando quieta, até mesmo correndo risco de vida.Assim que pintar uma grana extra ( estou devendo até a alma), eu vou procurar ajuda.E quero voltar aqui com uma nova história.

21 setembro 2021

Por onde você anda, Fernanda?

 Não sei por onde anda a Fernanda.Aquela que sempre se orgulhou de viver sozinha.Aquela que mesmo sonhando em ter alguém ao lado, vivia muito bem com a própria companhia.Tinha seus problemas, mas tirava de letra todos eles.A de agora está perdida.Chora em todos os lugares e em qualquer horário.Não tem energia para absolutamente nada.Está perdendo peso como se estivesse em uma dieta bastante restritiva.A Fernanda de hoje, é uma pessoa extremamente triste.

Sexta passada, eu estava conversando com uma amiga da época de escola ( que também conhece o dito cujo), e a mesma também tem como amiga em comum, a ex ficante dele.Acontece que desde o acontecimento do post passado, eu não sosseguei meu coração por não saber quando foi feita a tal foto.Porque quando eu o questionei, ele me disse que tinha a foto " a um tempo", e nela o mesmo estava de casaco.Comecei a fazer as contas: ele ficou com ela entre janeiro e março.Quando foi que neste período, fez frio? e outra coisa: por qual razão não postou antes, já que as fotos eram bonitas?

Nisso,pedi para esta amiga, olhar o Instagram e o Facebook da garota e ver se postou alguma foto parecida com as dele e a data.Qual não foi a minha surpresa em descobrir que havia postado, sim,e que foi tirada em AGOSTO,inclusive no mesmo dia em que me levou para o motel à noite.E esse dia eu me lembro muito bem, até.

Era sábado, eu estava mega ansiosa para encontrá-lo.Já tínhamos marcado sexta à noite.Como eu abro e fecho loja,eu acordei beeem mais cedo,lavei e escovei meus cabelos,me depilei inteira ( faço sempre isso, mas né, exige uma atenção a mais quando você vai transar), separei lingerie, roupas e sapato, só para chegar em casa, tomar um banho rápido e sair.Passei no supermercado às 8:00 horas e comprei minhas ices e batatas fritas ( porque tudo em motel é mais caro, então sempre combinamos de levar bebidas e petiscos).Estava tudo certo.Quando foi 10 horas,recebi a mensagem de "bom dia", acompanhada de uma outra dizendo que ele passou mal a noite inteira com diarreia e calafrios.Fiquei preocupada.Quando foi na hora do meu almoço, perguntei se ele havia melhorado, e o mesmo me disse que ainda estava passando mal, e que caso piorasse, ele avisaria.Passei o resto do dia ansiosa, até que às 18:30, o mesmo me confirmou que tava tudo bem com ele, e que o programa continuava de pé.A noite foi incrível, parte da manhã também, e o resto, é aquilo que já escrevi aqui na página.Nada de diferente.

Daí o meu choque.Em todos esses meses em que estamos juntos,ele em momento algum, mencionou que havia saído com ela.Hora nenhuma, deixou claro que conversava com a mesma e que se viam pessoalmente.Até mesmo na noite daquele fatídico dia, deixou escapar o tal passeio.E para uma pessoa que sempre comenta todos os passos, como se me devesse alguma satisfação, achei essa omissão e o " mal estar" bem convinientes.Porque se caso a coisa entre eles ficasse boa, era só dizer que "piorou" e desmarcar comigo para continuar com ela noite a fora.Fiquei possuída de ódio e entrei em contato com a mesma.Porque veja bem: não temos um relacionamento sério e não vamos ter.Ele já deixou claro, e eu topei ser a "diversão" dele enquanto ele me quiser e enquanto ele não se interessar por outra.Deixei beeeem claro também, que não toparia mais ficar, se caso aparecesse outra.Esse foi o nosso único combinado.Então sim, quando essa minha amiga me mostrou o print da foto com data, local e hora, fiquei puta e fui falar com a tal garota.

Fui mega educada.Expliquei quem eu era e a minha relação com ele.Perguntei se eles ainda estavam ficando ou se ficaram no dia.E pedi sigilo daquela conversa, independente da resposta.Ela me respondeu de uma maneira, que na hora, achei legal, mas analisando depois com mais calma, achei debochada e cínica ao mesmo tempo.Começou com "calma, somos apenas amigos.".Alegou que ele sofre de depressão e que ela sempre chama ele para sair e caminharem juntos.Estranho, pois eles moram em bairros diferentes...Mas ok."Que já se conhecem a muito tempo" e que , até a "mãe dela o conhecia e vivia chamando ele para dar uma volta".Deixou claro também,que ficaram a muito tempo, mas que jamais dariam certo juntos.Achei debochada a parte do " pode respirar sem me xingar".Por fim, me disse que já sabia que ele não quer relacionamento com ninguém e me desejou boa sorte com ele.

Bem, agora a minha mente não opera como antes.Primeiro porque ele mentiu e omitiu.E eu tenho sérios problemas com isso.A foto era recente, não tirada " a um tempo".Segundo, porque mesmo que não temos nada sério, se ele souber disso, vai se achar na razão e eu ainda vou sair como a louca e a surtada.Talvez eu tenha sido mesmo, mas veja bem: Se lá no comecinho, eu soubesse que eles ainda conversavam e saiam juntos, mesmo como amigos,  jamais teria levado isso à frente.Não teria nem perdido minha virgindade com ele, pois eu já teria estranhado essa história e não confiaria mesmo.Nunca teria transado sem camisinha.Sim, eu confiei de olhos fechados.E agora não confio mais.Terceiro, porque me sinto uma idiota.Jamais deveria ter feito questão de uma pessoa que caga e anda pra mim.Todas as pessoas para as quais contei sobre isso, não me deram razão sobre minha atitude.Elas acharam desnecessário, e falaram o que eu sempre soube, que tenho de uma vez por todas sair disso.A antiga Fernanda também não teria tido tal atitude humilhante.Ela nem estaria sofrendo por algo assim.

Agora vivo um dia de cada vez.Quero esquecer, quero seguir em frente,sem ele.Tá doendo como nunca antes na história.Sete meses de conversas diárias, cinco literalmente ficando... romper algo tão intenso, como pra mim foi, está sendo traumático.Esta semana precisei até tomar remédio para voltar a dormir, pois acordei chorando de soluçar.Não está sendo fácil.Sei que uma hora irá passar.Já vi meu pai assim, meu irmão também.Este último, após o término de uma relação de 6 anos,ficou meses ruim, em total depressão, mas superou.Está bem e feliz.Até encontrou uma nova pessoa.

Eu aguardo minha vez.Saírei disso em algum momento.Não sei se terei a mesma sorte em encontrar alguém disposto a me amar da forma como mereço, mas vou parar de chorar.Vou voltar a sorrir como antes , dormir a noite inteira sem precisar ficar vendo fotos dele e nem relendo conversas antigas.Vou me amar.Nunca mais deixar ninguém escroto me tratar como objeto descartável.Se for para entrar na minha vida, que seja  para ficar.Me amar, me respeitar e fazer questão de mim.Nunca mais,quero estar na prateleira de alguém.Se for pra chorar, mesmo que seja de raiva, que seja por alguém que realmente valha à pena.Niguém é perfeito, mas tudo tem um limite.Não quero alguém como ele.Que me trata como se eu fosse uma qualquer.Que me esconde como se eu fosse uma amante.Que não faz questão de me ver, que não sente minha falta e que, não desenvolveu nenhum tipo de sentimento por mim.Eu quero e mereço ficar bem.Comigo mesma, com o mundo.